Inventário Florestal no RN contrata empresa para fazer trabalho de campo

Inventário Florestal no RN contrata empresa para fazer trabalho de campo

01/08/2013

Aberto edital para trabalho de campo do IFN no RN

Aberto edital para trabalho de campo do IFN no RN


Edital foi lançado nesta quinta-feira, 1º/08, pela FAO, parceira do Serviço Florestal na realização desta ação para conhecer os recursos florestais do país


Quanto o Rio Grande do Norte tem de florestas, qual a condição delas e quais espécies lá existem são algumas das perguntas que serão respondidas pelo Inventário Florestal Nacional (IFN), iniciativa coordenada em todo o país pelo Serviço Florestal Brasileiro.

Para colocar esta ação em prática, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), com o apoio do SFB, lançou nesta quinta-feira, 1º/08 o edital que selecionará uma empresa ou instituição especializada para fazer uma das atividades mais importantes do IFN, o trabalho de campo.

Essa etapa, de levantamento diretamente nas florestas, consiste em medir diâmetro e altura de árvores, coletar material botânico e amostras de solo e realizar outras medições e análises em 133 pontos geográficos pré-definidos que estão à igual distância um do outro e cobrem todos os 52 mil quilômetros quadrados do estado.

Além dos recursos florestais potiguares, o SFB também quer conhecer como as pessoas se relacionam com o recurso florestal, se dependem economicamente de seus produtos e de que forma percebem a floresta. Por isso, serão realizadas entrevistas com pelo menos quatro pessoas que morem a até 2km do ponto amostral do IFN.

A fim de mostrar como essas atividades devem ser realizadas, o SFB promoverá um treinamento para a instituição selecionada, que terá sete meses a partir do término da capacitação para concluir a ação e produzir um relatório com os dados.

As equipes terão o apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), que identificará, a partir das amostras de material botânico – folhas, frutos e flores – coletadas em campo, as espécies existentes nos pontos geográficos do IFN.

Depois que o trabalho de campo terminar, entra em cena a realização do controle de qualidade, em que equipes diversas daquelas que percorreram o estado vão a 10% dos pontos para verificar a instalação dos conglomerados, refazendo algumas medições, com o objetivo de avaliar a confiabilidade dos dados.

A contratação da instituição especializada para realizar o IFN utilizará recursos do Fundo Global para o Meio Ambiente (Global Environmetal Facility, GEF). Confira o edital neste endereço, Processo 013/2013 do Projeto GCP/BRA/079/GFF.


Contato para a imprensa
Serviço Florestal Brasileiro
Assessoria de Comunicação
(61) 2028-7130/ 7293 /7125/ 7277
comunicacao@florestal.gov.br

Siga-nos no Twitter: sfb_florestal
Facebook: florestal.gov

voltar