INAUGURAÇÃO DA NOVA UNIDADE DA KLABIN EM ORTIGUEIRA

Inauguração aconteceu no dia 28 de junho da fábrica de celulose em Ortigueira, no Paraná, que reúne em uma mesma planta, celulose branqueada de fibra curta, celulose branqueada de fibra longa e celulose fluff.

A solenidade de inauguração contou com a presença do presidente da República, em exercício, Michel Temer, do governador do Estado do Paraná, Beto Richa, e da prefeita de Ortigueira, Lourdes Banach, ao lado de autoridades federais, estaduais e da região de Ortigueira, Manoel Francisco Moreira - Diretor Executivo da Agência da Madeira, produtores rurais, parceiros de negócios e clientes. Os convidados foram recebidos pelo presidente do Conselho de Administração da Klabin, Paulo Galvão, e demais membros do Conselho, e pelo diretor-geral da companhia, Fabio Schvartsman, e diretoria da empresa.

O investimento
Maior investimento privado da história do Paraná, o empreendimento recebeu aporte de R$ 8,5 bilhões, incluindo infraestrutura e impostos recuperáveis, com as obras executadas em 24 meses, cumprindo o orçamento previsto. A Unidade Puma possui capacidade anual de produção de 1,5 milhão de toneladas de celulose, sendo 1,1 milhão de toneladas de celulose branqueada de fibra curta (eucalipto) e 400 mil toneladas de celulose branqueada de fibra longa (pinus), parte convertida em celulose fluff. Com capacidade de produzir em média 270 MW de energia elétrica, sendo 150 MW excedentes - o suficiente para abastecer uma cidade de 500 mil habitantes - a nova operação eleva a Klabin à condição de autossuficiência em energia elétrica. A nova unidade reforça o compromisso de mais de um século da Klabin com as melhores práticas globais de sustentabilidade ao aliar alta produtividade florestal, operação e logística eficientes e tecnologia ambiental de ponta.

Inicio das atividades fabris
As operações da nova fábrica foram iniciadas em março deste ano, com a produção do primeiro fardo de celulose, já com a certificação FSC® - Forest Stewardship Council® (FSC-C129105) na modalidade cadeia de custódia. Em abril, foi realizado o primeiro embarque de 20 mil toneladas de celulose de fibra curta com destino à China, saindo do Porto de Paranaguá (PR). Para exportar a produção da Unidade Puma, a Klabin estruturou uma Unidade de Logística em Paranaguá (PR) que permite a utilização dos modais ferroviário e rodoviário. Com a nova estrutura, a empresa espera movimentar 1 milhão de toneladas de celulose por ano.
 
Desenvolvimento regional
Com área total construída de 200 hectares, as obras contaram com o trabalho de cerca de 40 mil pessoas. Em todas as fases, a companhia priorizou a contratação de mão de obra local. Hoje, a nova Unidade gera cerca de 1,4 mil empregos diretos e indiretos, considerando as atividades industriais e florestais, além de contribuir com ações sociais, capacitações e programas que visam o desenvolvimento regional. Durante a fase de investimento, R$ 700 milhões em impostos foram gerados, com o início da operação, o valor será de R$ 300 milhões em impostos anualmente.
 
Logística
A distância média entre a área florestal e a Unidade Puma é de 72 km, o que garante alto nível de competitividade da fábrica. A operação florestal da Klabin na região de Telêmaco e Ortigueira é hoje uma das maiores do mundo, abastecendo as Unidades Monte Alegre e Puma. Para a nova fábrica, a Klabin construiu 100 km de linhas de transmissão e possui as duas maiores turbinas para geração de energia elétrica já fabricadas no mundo para a indústria de papel e celulose.


O presidente em exercício ressaltou a importância da iniciativa privada para o crescimento do país e detalhou que serão esses investimentos aliados com a força de trabalho que farão o país crescer. "Quando falo na iniciativa privada, falo na conjugação daqueles que empregam e daqueles que estão empregados. É a combinação dessas duas forças que fazem o país crescer", disse.
 
Temer ainda afirmou que o desenvolvimento do país também está ligado ao sentido de fraternidade. No discurso, lembrou a Revolução Francesa afirmando que a liberdade e fraternidade devem ser primordiais para a harmonia social, desenvolvimento social e liberdade de expressão.
 
"Estou há pouquíssimo tempo à frente do governo, e estamos prevendo uma espécie de pacificação nacional, reunificação nacional, queremos que todos pensem no crescimento do país", disse.
 
O presidente em exercício também informou sobre o pacto com os estado de cobrar a dívida somente em 2017:  "Nós resolvemos um grande problema federativo, a dívida dos estados com a união, e temos a absoluta convicção que a união será forte na medida que estados e municípios forem fortes".


Fonte: http://www.agenciadamadeira.com.br/noticia.php?id=94
Fonte: http://g1.globo.com/pr/campos-gerais-sul/noticia/2016/06/michel-temer-inaugura-fabrica-de-papel-e-celulose-em-ortigueira-no-pr.html
voltar