PRESIDENTE DO CONFEA DESTACA A PROGRAMAÇÃO DA 70ª SOEA

 
 
 Durante o encerramento da 70ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea), na noite desta quarta-feira (11), o presidente do Confea, engenheiro civil José Tadeu e Silva, fez um balanço da Soea lembrando a extensa programação de palestras e reuniões promovidas nos quatro dias de evento. Na oportunidade, também apresentou aos mais de 3,5 mil participantes do evento as ações desenvolvidas pelo Confea em favor da modernização da legislação e da atualização do Sistema.
 
Tivemos grandes palestras técnicas que enriqueceram o evento e todos nós. Discutimos políticas públicas sobre transportes, energia, meio ambiente e ética. Não temos dúvidas de que participamos de um grande evento e de um momento importantíssimo de integração das principais lideranças que conduzem o nosso Sistema, entidades de classe nacionais e regionais e instituições de ensino”, destacou.Sobre as ações desenvolvidas pelo Confea, Tadeu pontuou o acompanhamento sistemático dos principais projetos de lei de interesse do Sistema. “Hoje são mais de 190, sendo 40 diretamente relacionados à área tecnológica. Também há uma atuação conjunta com a Frente Parlamentar das Engenharias e Agronomia”, disse.
 
Tadeu mencionou a publicação da Resolução nº 1048/2013, que consolidou as áreas de atuação, as atribuições e as atividades profissionais. Ele também falou da proposta de alteração à Resolução nº 1032/2011, que dispõe sobre a celebração de convênios entre os Creas e as entidades de classe e as instituições de ensino. “Além disso, tivemos a consolidação do reconhecimento da importância da Anotação de Responsabilidade Técnica – ART, no que se refere à utilização de recursos públicos, conforme recente acórdão do Tribunal de Contas da União”, destacou o presidente do Confea.Ao finalizar o discurso, José Tadeu afirmou que o Sistema está no rumo certo da efetivação de ações que irão contribuir para o desenvolvimento do Brasil, e chamou atenção dos profissionais para o cumprimento das demandas sociais. “A população espera de nosso exercício profissional: qualidade, segurança, economia, e boa técnica e não apenas um profissional habilitado ou empresa registrada”, encerrou.

voltar